Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Visita ao CASA - CENTRO DE APOIO AO SEM-ABRIGO

Esta semana eu e algumas pessoas aqui da aldeia vamos fazer voluntariado pela primeira vez no âmbito da iniciativa da Sílvia "Ser Mais Solidária". Hoje à noite vamos juntar-nos na Sociedade de Negrais para a separação de roupas/bens alimentares angariados durante estes dois últimos meses e preparar as refeições que nos comprometemos a distribuir amanhã à noite aos sem-abrigo. Vamos inseridos no grupo de voluntários da CASA APOIO AO SEM-ABRIGO, delegação de Sete Rios, e contribuir com o nosso mehor 😉! 

 

Ontem apanhei boleia da Sílvia e conheci o CASA - Centro de Apoio. Falámos um pouco com a responsável da associação, Conceição Loureiro, sobre como organizam o apoio aos sem-abrigo e às famílias carenciadas todos os dias do ano

thumbnail_P1011001.jpgEu e a Sílvia, e a juventude que está de férias 😉, com Conceição Loureiro, diretora técnica da associação.

 

thumbnail_P1010959.jpg

As famílias carenciadas recebem, de 15 em 15 dias, cabazes de bens alimentares. O CASA apoia cerca de 30 famílias na zona de Sete Rios e 80 no polo da Ajuda.

Quanto às roupas, normalmente fazem uma marcação prévia para as entregar nas melhores condições possíveis. 

thumbnail_P1010996.jpgO armazém das roupas.

thumbnail_P1010991.jpg Voluntários da EDP a separar roupas. 

thumbnail_P1010997.jpg

thumbnail_P1011006.jpgVoluntários a preparar as refeições da noite de ontem. 

thumbnail_P1011003.jpgO armazém de bens alimentares. 

Collage_Fotor.jpgAs cinco rotas que os voluntários fazem diariamente para distribuir refeições aos sem-abrigo em Lisboa. 

thumbnail_P1010987.jpg

O CASA dispõe de 350 voluntários em Lisboa. Qualquer pessoa pode ser voluntário. Contudo, há uma pequena triagem com simulações de situações reais a que podem estar sujeitos. A realidade da rua é psicologicamente violenta e agressiva. O que leva a que alguns voluntários fiquem nas instalações da associação entregues a tarefas como separar roupas ou preparar refeições e não acompanhem as equipas de rua.  

O CASA não tem qualquer apoio estatal. Vive da angariação dos bens que faz e da recolha das quebras de supermercados (Pingo Doce e SuperCor). Por isso, todas as doação são muito bem recebidas. 

 

Para mais informações basta consultar a página do CASA - Centro de Apoio ao Sem-Abrigo

 

 

 

2 comentários

Comentar post

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D