Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Uma Macaca na Cidade (3)

São obras Senhor, são obras… 

 

A pedido de várias famílias, o post de hoje versa sobre aquele tema-papão para quem vive na cidade: a equação do demo trânsito+obras+chuva+rede de transportes deficiente = caos

images.jpeg 

 

Neste arranque de ano (letivo/pós-férias) as coisas parecem estar particularmente mais complicadas, com as pessoas a queixarem-se ainda mais que em anos anteriores. E são vários os fatores que têm contribuído para a loucura diária no início e final do dia (e às vezes até durante o dia, que parece que já nem as horas de ponta são o que eram!). Desde logo as obras que existem um pouco por toda a cidade, nomeadamente em artérias centrais de Lisboa. Percebo a lógica de “melhoria da mobilidade urbana”, que passa pelo desincentivo à utilização do automóvel no centro da cidade, a sério que percebo… Porém, o necessário investimento na melhoria dos transportes públicos não tem sucedido ao mesmo ritmo das obras, muito pelo contrário: têm sido suprimidas inúmeras carreiras da Carris, bem como reduzido o número de autocarros a fazer determinada carreira durante o dia. 

 

Quanto ao metro, que é o transporte que utilizo diariamente, nem sei por onde começar… Posso começar pelos turistas: hordas/paletes/resmas/charters deles! E a cidade está preparada? NÃO!! E os transportes estão preparados? Também NÃO! Uma das linhas de metro que utilizo para me deslocar para o trabalho é precisamente a linha vermelha, que passa no aeroporto, pelo que não há um santo dia em que não vá montada num trolley! Só vejo uma vantagem… tenho aproveitado os trajetos casa-trabalho/trabalho-casa para melhorar o meu inglês e francês, enquanto escuto as conversas alheias… E um bocadinho de espanhol e de italiano, aqui e acolá… 

 

Ao que parece, o metro também está a sofrer de uma rutura de stock no fornecimento dos bilhetes adquiridos nas máquinas, pelo que os passageiros que não têm passe (cartão Lisboa Viva!) têm obrigatoriamente que se dirigir ao guichet, o que acaba por tomar-lhes muito mais tempo, criar filas intermináveis e atrasar a fluidez de todo o processo. Os tempos de espera entre metros (já cheguei a apanhar, na semana passada, uns inéditos 12 minutos em hora de ponta!) também não ajudam à fluidez de passageiros. 

 

Valham-nos as eleições autárquicas estarem para breve o que levou a que a Câmara abortasse a ideia genial de iniciarem obras de monta na 2ª Circular!

 

Agora resta-nos rezar a São Pedro, para que Ele não nos mande muita chuva…

 

roupa-para-bebs-na-fantasia-de-macaco-g-18919-MLB2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D