Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Sugestão Saudável (2)

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas

DSC04371.JPG

Às “minhas” pacientes

Este segundo post tem de ser dedicado às “minhas” queridas pacientes (mais correcto, será dizer, a todos os meus pacientes, mas maioritariamente são mulheres, daí o título!!). Quero agradecer a todos os meus pacientes, por todo o empenho, esforço e dedicação ao longo destes 13 anos de consultas. Pelo voto de confiança que fizeram e fazem em mim, pelos excelentes resultados que juntos conseguimos alcançar e por tudo o que eu já aprendi e ri convosco. São muitos anos a tentar ajudar quem me procura, a tentar que o/a paciente consiga alcançar os seus objectivos e uma melhor qualidade de vida! Cada utente é um ser único e especial, com os seus gostos, hábitos alimentares e as suas características individuais.

 

 

As consultas de nutrição, tal como a maioria das consultas, são locais de partilha de informação e conhecimento, como são consultas com frequência semanal (geralmente numa fase inicial) quinzenal ou mensal, acabamos por criar proximidade e empatia com os pacientes.

Vou partilhar convosco uma história, de uma paciente que ajudei a emagrecer, penso que em 2004 ou 2005. Ela tinha 17 anos, apresentava obesidade, a primeira consulta decorreu normalmente, mas senti nela por vezes alguma desconfiança (desde criança sempre foi “gordinha” e já tinha ido pelos menos a 3 profissionais diferentes, fazer consultas de nutrição com o objectivo de emagrecer, mas nunca houve grande sucesso!). Seguiu-se a segunda consulta, o peso diminui, o volume também e a massa gorda também. Ficou contente, notei. E assim foi, continuando ao longo do tempo e no final foram quase 30kg a menos!! Estava muito bem, começou a fazer exercício físico e foi para a Universidade. Regressava anualmente para fazer a avaliação nutricional e conversarmos um pouco. Estava satisfeita, comia o seu bolo de chocolate preferido uma vez por semana e comia um pouco de tudo, bebia 1,5-2L de água por dia, tentava não passar mais que as 3 horas sem comer e conseguia manter o peso e sentir-se bem. Um dia numa destas consultas de manutenção, a mãe que a acompanhava, virou-se para ela e disse: “vou contar à Dra.”, ela ainda disse “oh mãe...” mas a mãe continuou, “Sabe Dra. na primeira consulta quando saímos daqui, ela chegou ao carro e disse, oh mãe, tu achas?? Achas que é esta Dra. que me vai emagrecer?? Ela é pouco mais velha do que eu!? Mas está bem, vou tentar mais uma vez!!

 

Ainda bem, que ela tentou mais uma vez!! Não fui eu que a emagreci, eu apenas a ajudei e orientei, o mérito foi dela! O que eu vos quero transmitir, é que como diz o ditado, enquanto há vida há esperança, que devemos tentar, que não devemos deixar de acreditar, e que se por momentos até possamos desistir, isto não implica que não possamos voltar a tentar!! O excesso de peso (incluímos aqui a obesidade) atinge já mais de 50% dos portugueses adultos, a boa notícia é que tem tratamento e depende essencialmente de nós, do nosso objectivo e empenho! Não adianta mentir e fugir também não é a melhor opção!! Vamos juntos continuar a diminuir estes números, melhorar a qualidade de vida, diminuir a probabilidade de aparecer outras doenças, aumentar  a auto-estima e o bem-estar no geral!

 

Pois, juntos somos mais fortes!! 

 

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D