Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Quem não tem...

Quem não tem um amigo, primo ou tio, que, quando ouve a palavra facebook, sobe numa cadeira para que todos o aplaudam enquanto enumera os perigos das redes sociais, nem sabe o que perde! 

O indivíduo solta este tipo de frases:

Facebook eu? nem pensar! isso é um horror! não tenho facebook, nem instagram, nem twitter, nem Linkedin nem nada dessas coisas. Sou totalmente contra!

E depois, no meio de uma conversa, percebemos que sabe coisas sobre pessoas que não vê desde a escola primária, pela mesma via que nós: redes sociais! 

 

Todos sabemos dos perigos associados a estas novas formas de comunicação. Há muita literatura, estudos e debates televisivos sobre o tema, de maneira que está nas mãos de cada um dar-lhe o uso que considera apropriado. Com a grande excepção para as crianças claro!

 

Considero que hoje em dia não há forma de virar as costas às redes sociais e a tudo o que "elas" acrescentam e retiram às nossas vidas. Quer queiramos ou não entram nas nossas casas diariamente. Dois exemplos: comunicados "aos portugueses e às portuguesas" (o que me vale é que o Miguel Esteves Cardoso não lê este blog ) dos mais altos cargos políticos deste país através do facebook; vídeos do Primeiro-Ministro disponíveis no youtube com explicações detalhadas sobre o Orçamento do Estado. 

 

E agora, amigos, primos e tios defendem-se com:

Há sempre maneira de não ver, de não seguir e viver afastado disso tudo.

 

Pois, cada um sabe de si. 

Acho que não vale de nada ficar ofendido ao ponto de parecer que a sua grande inteligência está a ser beliscada pelos cabeças-no-ar que usam a internet.

Isso é completamente desnecessário minha gente. 

 

Senhores meus amigos, primos, e tios, cada um usa o fenómeno das redes sociais para aquilo que entende e vivemos todos felizes (não para sempre, infelizmente). 

 

 

Conselho da rapariga:

Quem não tem, por perto, uma criatura avessa às redes sociais que a arranje. É espectacular! 

1 comentário

Comentar post

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D