Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

Material escolar p'rá menina e p'ró menino

- Filhos queridos da vossa mãe, hoje vamos comprar o material escolar .... 

 

Ela - Que bom! Estava a ver que não! Estou mesmo ansiosa. Vou buscar a minha looooonnnnga lista! (e pelo caminho lança confetis, dá saltos, gritinhos histéricos, bate palmas, dá beijos e abraços à sua mãe) 🎉🎉😘😘👏👏

 

Ele - Não quero ir. Escolham por mim! Posso ficar na casa da avó? 

 

 

Podem vir os anúncios apelativos com crianças felizes no regresso às aulas, o Agir, canetas e estojos dos super heróis e até a Porto Editora com livros azuis. Venha de lá o que quiserem que ninguém o convence de que acabar com esta vida de férias é coisa boa!

 

 

  Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Ruínas, museus e um filho emburrado

Para o meu pequeno Francisco, visitar museus e ruínas e coisas inativas no geral não são, de todo, atividades dignas do nome "atividade". Ver coisas que não se mexem e que nem sequer são do tempo dos avós é pouco desafiante para sua excelência. Eu até percebo mas, felizmente (sim, um dia sei que irá dar valor) são muitas as vezes em que se vê contrariado com os planos que traçamos para ele! Fazer-lhe sempre a vontade significaria andar em rodas gigantes, fazer slide, rappel, escalada ou levar a família para escorregas aquáticos vertiginosos! O miúdo gosta de correr riscos e de adrenalina! A pasmaceira tira-o do sério! 

 

Mas como tem de haver um pouco de tudo nas nossas vidas ... 

 

Acontece que num só dia gramou com o Museu do Traje no Portugal dos Pequenitos (bastante contrariado e a querer despachar o assunto asap) e de seguida com as Ruínas de Conimbriga e o respetivo Museu Monográfico. Posto isto, já muito em desespero e capaz de nos dizer que estávamos a arruinar-lhe as férias e que éramos os piores pais de todo o sempre, a determinada altura achou que tinha de por um ponto final na situação e assumiu "se for para ir a outro museu eu fico à porta"! Como se isso nos demovesse de conhecer o que quer que fosse!

 

Desvalorizamos e cumprimos a nossa agenda familiar escrupulosamente ... 

 

 

Portugal dos Pequenitos (não dos Pequeninos! 😀)

Quem me acompanha no Instagram percebeu que dedicámos um dia (uma manhã) das nossas férias "família ativa" a visitar o Portugal dos Pequenitos, em Coimbra. Um espaço alegre e didático destinado essencialmente às crianças que junta a componente histórica à diversão. "O Portugal dos Pequenitos é também uma mostra qualificada da arte escultórica e arquitetónica que, pela miniatura e pela minúcia, ainda hoje encantam crianças, jovens e adultos". 

  

A primeira parte do parque é composta por espaços alusivos à presença portuguesa no mundo. O meu filho Francisco não conseguiu esconder a desilusão "isto é uma seca!". Por mais que lhe explicasse a importância dos descobrimentos portugueses ele não se conformava com o facto de ter andado tanto tempo de carro para ver coisas aborrecidas! Por outro lado, a minha filha Maria, que entretanto deu esta matéria na escola, achou interessante ver "ao vivo" tudo o que estudou sobre os nossos valentes e corajosos navegadores! 

 

Quando chegámos à zona das famosas casinhas regionais portuguesas, o meu filho esqueceu a "seca" e, juntos, lançaram-se à descoberta de tudo! Quando digo tudo, é mesmo tudo!! Eles entraram em todas as casas, várias vezes, apareciam em diferentes portas e janelas a pedir fotografias, tocavam sinos, corriam, na urgência de conhecer o maior número de casas em menos tempo possível! Esta azáfama aliada à multidão que se encontrava no parque, fez com que os perdesse de vista inúmeras vezes. De vez em quando ouvia "óooooo mãaaaaeeeee, foto, foto, aqui, nesta ponte, aqui em cima deste castelo, agora aqui nesta casa onde tu não consegues entrar". 

  

Ora ficaram boas memórias deste dia passado em família e claro fotografias, muitas fotografias 📷📷♥️♥️

portugal-pequenitos.jpg

 

 

O regresso

16895474_QQaTa.jpeg

 

Et voilá ... chegaram ao fim as nossas férias de verão a quatro! 

 

Este ano, e para contrariar a tendência dos últimos anos, optámos por fazer férias "família ativa" que nos fez descobrir sítios maravilhosos neste nosso país. Passámos dias intensos, cheios de adrenalina, cansativos também! Saímos literalmente da nossa zona de conforto. Conseguimos descansar e carregar baterias sem estarmos quinze dias estendidos na praia "de papo para o ar"! Deu mais trabalho? sim. (sobre algumas das aventuras e passeios falarei dentro de dias). 

 

A máquina fotográfica foi "A" nossa companheira de viagens. Fez quilómetros e quilómetros nas mãos de nós os quatro. Não teve férias, pobre coitada, constantemente ao serviço da família. O "fotografias" acusa neste momento a intensidade das nossas últimas semanas. O que é bom. Mesmo muito bom!! 

 

Mas chegaram ao fim os dias de lazer 😢

 

Aos poucos, cada um está a voltar às suas obrigações. O pai regressou ao trabalho, eu voltei aos meus escritos e os miúdos olharam de esguelha para os livros de exercícios, o que vindo deles já é um principio! Isto tudo e um amanhecer cinzento e de chuva faz com que estejam reunidas as condições (mínimas, vá) para um bom regresso a tudo o que este mês de setembro obriga!! 

 

Por agora vou lentamente introduzindo o conceito de "mãe hiper-mega-chata" e relembro-lhes algumas coisas das quais eles ainda não querem nem ouvir falar: sopa e escola (só para citar as dignas de mais caretas!). 

 

Nesta fase estou em modo preparação para a guerra anual na Staples, etiquetar tudo o que são lápis, canetas e cadernos e claro, e não menos penoso, forrar manuais escolares! 

 

Enfim, vamos a isto! 

 

Alô Liliana

Alô Macaca

Alô Sónia

 

Estou viva 😂

 

Um bom regresso a todos!

Beijinhos 😘

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)   

Programas a dois

No sábado à noite, enquanto os rapazes foram ver o jogo de apresentação do Sporting, contra o Mónaco, e fazer estas figuras ... 

20232956_1388466891230932_7462102148620741070_o.jp

(Quem diria que, um dia, eu iria olhar para uma capa do jornal Sporting e reconhecer-lhe qualidades? Enfim .... coração de mãe perdoa tudo 🙈🙈🙈)

 

... mãe e filha aproveitaram a oportunidade e fizeram um programa a duas!

 

Deixámo-los em Alvalade, conscientes de que poderiam regressar desiludidos com a vida em geral ou com o Jorge Jesus em particular, e partimos um pouco sem destino. Deixei nas mãos da filha. Lá se decidiu pelo Colombo pois precisava de ver telemóveis visto que será "A" prenda dos 10 anos!

 

Durante o nosso tempo ela foi uma espécie de filha única e eu, a mãe de olhos postos só nela! E isso agradou-a muito. Não se inibiu de assumir que estava a adorar o momento a duas! Passeámos agarradinhas pelo Colombo de passos coordenados, jantámos no sítio que ela escolheu, comemos o melhor gelado do mundo, conversámos imenso sobre a nova etapa escolar que se avizinha e terminámos em muito bom n' O Mundo Fantástico de Paula Rego - uma exposição temporária na praça central do C.C. Colombo. 

fotografia-3.JPG Não devia ser permitido fotografar ☺️

 

Rapazes e raparigas voltaram para casa muito satisfeitos com os "resultados" dos programas a dois!! 

 

A repetir! ♥️

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Caça ao flamingo

Filha Maria Helena está quase a celebrar o seu décimo aniversário e, tirando os seus desejos megalómanos, pediu-nos também como presente de aniversário qualquer coisa com flamingos. Entenda-se, t-shirts, biquínis, cadernos, estojos, almofadas, bolsas ... ! Aqui a mãe, como leva os pedidos dos seus filhos muito a peito, anda nas pesquisas ... 

Collage_Fotor1.jpg

E por breves segundos passou férias na República Dominicana com os ditos flamingos e arquitetou todo um plano de fuga com um bichinho destes debaixo do braço.

 

😁😁😁

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Gru - O Maldisposto 3

Na semana passada levei os meus minions a ver Gru, O Maldisposto 3 e divertimo-nos imenso com aquela equipa de malfeitores, a bem dizer, pouco maldispostos. Saímos do cinema a rir das trapalhadas dos minions que, como atuam em bando, têm um poder de execução poderosíssimo e claro, deliciados com a ternura das filhas do Gru. Ah, novidade, o Gru casou! Pois é ... se o Gru conseguiu ... 😂😂. Mas, como dizia, neste filme temos personagens malvadas, é o caso de um ex-astro televisivo, que tudo faz para aterrorizar o Gru. Temos personagens que querem muito ser malignos mas infelizmente falta-lhes o jeito, como é o caso de Dru, irmão gémeo do Gru. Temos unicórnios, ou bodes, que é quase a mesma coisa, temos diversão, bons ensinamentos e elevadas doses de humor que, até hoje, os meus filhos replicam! (e eu também) 😁

 

Claro, que no final, vence o bem e quem o pratica

 

Se não têm planos para este fim-de-semana, deixo aqui a sugestão. Segue o trailer: 

 

 

(À velocidade que isto tudo se está a passar, qualquer dia os meus filhos já não querem ver filmes de animação e deixamos de passar estes bocadinhos tão bons, a três, no cinema! Outros virão, eu sei, mas a espontaneidade da infância não volta!  

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Pedrógão aqui tão perto

Enquanto fazia as minhas compras no mini mercado aqui da aldeia, os meus filhos brincavam no parque infantil e, ao mesmo tempo que baloiçavam, conversavam com uma outra criança de idade próxima das deles. As crianças têm esta grande capacidade de meter conversa com alguém que conhecem há dez segundos! Até aqui tudo absolutamente normal. 

 

Quando lhes acenei para irmos embora, despediram-se do menino e correram na minha direção ansiosos por me contar o que acabaram de saber:

"conto eu..."

"não, eu é que sei a história ..."

"mãe, nem vais acreditar ..." 

"o menino que estava connosco no parque é de Pedrógão Grande ..."

"ele disse que a casa dele não ardeu, só o pátio onde costumava brincar..."

 (...)

 

Sei que a história daquele menino mexeu com os meus filhos, porque uma coisa é ter acesso ao que aconteceu em Pedrógão Grande através da televisão, outra coisa é ter alguém, ali, lado a lado, da mesma idade, a descrever o que viu em seu redor naqueles dias e como ficaram alguns dos seus bens! Disseram-me que confortaram o menino. E eu acredito! Acredito também que este encontro inesperado no parque infantil de Negrais, supostamente tão longe de Pedrógão, levou-os a refletir sobre a vulnerabilidade a que todos estamos sujeitos e a pensar "e se fosse connosco?" 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

"Cada Mãe Sua Pancada" - novo ditado popular

Para onde quer que olhe vejo bebés gémeos. São os do Ronaldo, os do Clooney e agora os da Beyoncé. Há lá coisa mais doce que ver dois bebés iguais, a dormir lado a lado, enrolados em mantinhas? Não conheço!! Até eu que tenho uma espécie de trauma com recém-nascidos que não fazem outra coisa senão chorar, estou quase a ser levada por esta onda de bebés e a querer ter mais uma dupla cá em casa. Sabendo, à partida, que seria o fim da sanidade mental que ainda me resta! Um minuto depois de ser invadida por estas ideias "materno-demoníacas", acordo para a vida real 😁! 

 

Todos sabemos que a maternidade transforma uma pessoa. Se não é das coisas mais importantes que pode acontecer na vida de uma mulher, anda lá bem perto. Porém, muitas mães sofrem transformações absolutamente dramáticas. Estou a lembrar-me de mães que ficaram com memória de Dory, outras cresceu-lhes os pés. Outras cujo peito e ancas ficaram um verdadeiro fracasso, capazes de uma séria intervenção cirúrgica, e depois há aquelas mães cujas transformações são extremamente difíceis de definir ... é o caso da Beyoncé que, sabe-se lá porquê, insiste em aparecer nestes cenários quando o assunto é maternidade! 

beyonce14n-4-web.jpgBeyoncé e os seus filhos gémeos, Sir Carter e Rumi ♥️, mais fofinhos impossível! 

 

Lembram-se da fotografia com que a diva anunciou a gravidez? 

 

Está tuuuuuuuddddooooo AQUI, espreitem.

 

P.S. - até hoje espero resposta que teima em não chegar ☺️! 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Férias e Morangos com Açúcar. Combinação Perigosa! 😁

Estou a milhas de ser uma mãe tirana e opressiva. Claramente que não tenho perfil para esse desgaste! Nunca compliquei muito a vida aos meus filhos, a nenhum nível. Evito a tortura com os afazeres escolares quando considero exagerados e, quanto à alimentação, aos fins de semana armo-me em "mãe descuidada" e ofereceço-lhes copos de sumo! E eles nem sempre aceitam! Ingratos!!!! Ando constantemente de antenas no ar para proporcionar-lhes novas experiências. Sabem que têm liberdade, dentro do que considero aceitável para as idades, e por isso vão ganhando responsabilidades. O que me permite confiar um bocadinho mais todos os dias (pasito a pasito)!! 😁

 

Acontece que as pequenas criaturas estão de férias. Cheios de tempo livre portanto! Fazem tudo o que lhes apetece e ainda lhes sobra agenda para discutirem um com o outro (o normal "ó mãe não fui eu, foi ela"). Os seus dias têm sido preenchidos com tudo o que lhes apetece (estão excluídos os livros de exercícios de férias, evidentemente!), desde patins, bicicletas, trotinetas, piscina, futebol, playStation e .... televisão.

 

Em período de férias, os meus filhos vêm mais televisão do que o habitual o que me levou, por estes dias, a perceber que já nem com as crianças a ver os canais "quarentas" (como eu lhes chamo) uma mãe pode estar descansada. Isto porque, por breves cinco minutos, percebi que andam a ver os Morangos com Açúcar (várias temporadas) e, confesso que já nem me lembrava, mas aquilo tem das piores referências que podem passar pela vista de uma criança. Como disse, em apenas cinco minutos, vi um garoto a roubar dinheiro da carteira da mãe, outro a fumar droga, outros a responder de uma forma assustadora aos pais, outros em festas do pijama na viagem de finalistas, e quanto mais visse mais vontade tinha de os encaminhar para outro sítio! 

 

Não é que eu queira que os miúdos cresçam numa redoma de vidro, alheados da realidade, mas levar assim com a informação toda, de suptão, é bem capaz de confundir aquelas pequenas cabecinhas. O lado bom daquele amontoado de maus exemplos é conseguirem arquivar tudo na pasta "Coisas a não fazer". E é aí que eu tenho de intervir! Sim, porque ver Morangos com Açúcar não pode ser tempo perdido, há que aprender a separar o trigo do joio! 

  

Portanto, cuidado mães, atenção que nos "quarentas" não passam só bons ensinamentos! 😁

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D