Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

CompletaMENTE (3)

A Escola e o AMR

 

Na maior parte das profissões, ser um bom trabalhador implica ser um pouco frio, separar bem as águas, colocar ganhos acima de pessoas. Não na minha. Há pouco, em conversa com a professora do meu filho, esta acabou por me confessar que por mais que tente, se envolve sempre e que isso é mau. Que a faz sofrer.

 

Discordo absolutamente. CompletaMENTE! Envolvermo-nos com os nossos alunos não significa levarmos os seus problemas, famílias e questões para casa (aí já temos as nossas). Não. Para mim, esse envolvimento acontece na escola, tornando-a num espaço onde o aluno quer estar, aprender e partilhar – e quem sabe, muitas vezes esquecer as preocupações e demais bagagem emocional que traz do lar.

 

Aliás, isso acontece inúmeras vezes comigo. Chego à escola aborrecida com qualquer coisa e no momento em que entro na sala de aula e visto a minha roupagem de professora, os problemas pessoais e essa outra criatura, que também sou eu, desaparecem.

 

Nessa altura, acontece magia e bem-estar. Porque adoro a minha profissão e os meus alunos, claro. Mas também porque no meio disto tudo existe AMOR. Um amor desinteressado de bens materiais e centrado apenas no saber e nas pessoas. Um amor que envolve – sim, para ensinar e aprender todos temos de estar envolvidos – um amor que não evita, pelo contrário, confronta, suporta e faz crescer.

thumbnail_2017-07-12-PHOTO-00000326.jpg

 

Acredito que sem este amor, os alunos nunca sentirão respeito pelo seu professor e surgirão graves problemas de comportamento. Sem este amor, não há motivação para aprender e surgem as reprovações, frustrações, insucesso, resistência ao estudo. Sem este amor, a escola não é uma escola, mas só e apenas uma fábrica de matéria depositada em fichas e resumida num número (ou letra) ao final do período.

 

A escola é feita de pessoas e entre pessoas estabelecem-se relações. Se isso nos faz sofrer? Claro que sim, muitas vezes. Mas também nos faz acreditar e sentir vivos. A escola não é o romance entre Ricardo Reis e Lídia, onde apenas se fica a ver o rio a passar – sempre sem sentir. A escola é o rio e estamos todos continuamente a ser levados pela sua corrente cheia de vida. Todos os dias. Todos os dias a correr para onde ele nos levar e todos os dias a aceitar. Com amor. Com um imenso AMOR. Que o resto, o resto depois vem, certamente.

 

thumbnail_2017-07-02-PHOTO-00000294.jpg

Sónia Vaz

 

Programas a dois

No sábado à noite, enquanto os rapazes foram ver o jogo de apresentação do Sporting, contra o Mónaco, e fazer estas figuras ... 

20232956_1388466891230932_7462102148620741070_o.jp

(Quem diria que, um dia, eu iria olhar para uma capa do jornal Sporting e reconhecer-lhe qualidades? Enfim .... coração de mãe perdoa tudo 🙈🙈🙈)

 

... mãe e filha aproveitaram a oportunidade e fizeram um programa a duas!

 

Deixámo-los em Alvalade, conscientes de que poderiam regressar desiludidos com a vida em geral ou com o Jorge Jesus em particular, e partimos um pouco sem destino. Deixei nas mãos da filha. Lá se decidiu pelo Colombo pois precisava de ver telemóveis visto que será "A" prenda dos 10 anos!

 

Durante o nosso tempo ela foi uma espécie de filha única e eu, a mãe de olhos postos só nela! E isso agradou-a muito. Não se inibiu de assumir que estava a adorar o momento a duas! Passeámos agarradinhas pelo Colombo de passos coordenados, jantámos no sítio que ela escolheu, comemos o melhor gelado do mundo, conversámos imenso sobre a nova etapa escolar que se avizinha e terminámos em muito bom n' O Mundo Fantástico de Paula Rego - uma exposição temporária na praça central do C.C. Colombo. 

fotografia-3.JPG Não devia ser permitido fotografar ☺️

 

Rapazes e raparigas voltaram para casa muito satisfeitos com os "resultados" dos programas a dois!! 

 

A repetir! ♥️

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Caça ao flamingo

Filha Maria Helena está quase a celebrar o seu décimo aniversário e, tirando os seus desejos megalómanos, pediu-nos também como presente de aniversário qualquer coisa com flamingos. Entenda-se, t-shirts, biquínis, cadernos, estojos, almofadas, bolsas ... ! Aqui a mãe, como leva os pedidos dos seus filhos muito a peito, anda nas pesquisas ... 

Collage_Fotor1.jpg

E por breves segundos passou férias na República Dominicana com os ditos flamingos e arquitetou todo um plano de fuga com um bichinho destes debaixo do braço.

 

😁😁😁

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Sugestão Saudável (65)

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas 

 

 Dicas Para Ganhar Peso de Maneira Saudável

 

Apesar da maioria dos utentes procurar as consultas de nutrição com o objetivo de emagrecer, também existem algumas pessoas que procuram com o objetivo de aumentar de peso, e/ ou para melhorar algumas patologias já existentes. Se emagrecer nem sempre e fácil, aumentar o peso de maneira saudável, muitas vezes é mais complicado, especialmente quando pratica exercício físico.

 

Existem algumas pessoas que têm muita dificuldade em aumentar de peso e, consequentemente, massa muscular. Além da atividade física, é essencial que a alimentação seja equilibrada e variada. Engordar saudavelmente faz toda diferença.

Collage_Fotor1.jpg

 

 

Aqui ficam 5 dicas para ganhar peso:

 

 

Uma Macaca na Cidade (35)

O turismo é F*****

 

Ah pois é, bebés! E quem o diz é o Miguel Esteves Cardoso, nesta crónica no Público. 

 

Acho que não há, atualmente, lisboeta que se preze desse nome que não entenda nem sinta na pele aquilo de que os habitantes de metrópoles muito turísticas como Paris, Roma ou Amesterdão há muito se queixam: excesso de turistas. 

 

Depois de O amor é fodido, o grande MEC vem agora alertar-nos que também o turismo (com os seus pós e contras) pode ser bastante lixado com F grande. Com humor, relata um episódio caricato… Mas, na realidade, a vontade de rir nem sempre está lá.

 

Agosto – mês de férias, turistas e emigrantes por excelência – aproxima-se a passos largos e o cenário em Lisboa tende a piorar ainda mais. Os transportes (habitualmente já à pinha) vão entrar no horário de Verão, com tudo o que isso implica (supressão de carreiras na Carris e intervalos de tempo maiores no Metropolitano), o calor vai apertar, a capital (e o Algarve!) vai estar sobre-lotada, o que implicará filas para tudo e mais alguma coisa... Juro que sempre gostei de ver turistas na cidade, mas como em tudo na vida, também no turismo, o equilíbrio é a chave para o sucesso.

mw-860.jpeg

 

Para evitar confusões, tenciono passar férias em casa. Já montámos a piscina insuflável e não se riam, que é uma coisa em bom! Tamanho familiar e com tratamento de águas, o que é que pensam?

 

Ainda assim, não sei se me safo aos turistas… Ou não tivesse aberto um hostel precisamente na minha rua (estamos a falar de uma zona residencial onde não se passa absolutamente nada! embora seja relativamente central, é muito sossegada). Já dei por mim a dar indicações em inglês à porta de casa… É divertido, que é, mas facilmente resvala para o f*****!

 

 

PS – CADAVRE EXQUIS

Para a Charneca em Flor:  

 

O que fazer?! Qual a solução para a felicidade?

 

(parece-me a deixa ideal para fecharmos este desafio com chave d’ouro, não acham?) 😁

 

roupa-para-bebs-na-fantasia-de-macaco-g-18919-MLB2

 

Alguém disse #12

"Casar passou a ser uma opção e não uma obrigação social. Se antes o amor era algo que se ia cozinhando em banho-maria, com alguém que vivia perto e era "suficientemente bom", agora quer-se que ferva desde o início. Procura-se alguém "perfeito", que supra todas as necessidades, o que pode tornar-se um stresse tremendo, mesmo numa época em que temos mais ferramentas do que nunca para o conseguir."

 

 

Na revista E, reportagem "Love me, Tinder", a propósito das aplicações móveis de encontros e a forma como estas estão a revolucionar os relacionamentos. 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Gru - O Maldisposto 3

Na semana passada levei os meus minions a ver Gru, O Maldisposto 3 e divertimo-nos imenso com aquela equipa de malfeitores, a bem dizer, pouco maldispostos. Saímos do cinema a rir das trapalhadas dos minions que, como atuam em bando, têm um poder de execução poderosíssimo e claro, deliciados com a ternura das filhas do Gru. Ah, novidade, o Gru casou! Pois é ... se o Gru conseguiu ... 😂😂. Mas, como dizia, neste filme temos personagens malvadas, é o caso de um ex-astro televisivo, que tudo faz para aterrorizar o Gru. Temos personagens que querem muito ser malignos mas infelizmente falta-lhes o jeito, como é o caso de Dru, irmão gémeo do Gru. Temos unicórnios, ou bodes, que é quase a mesma coisa, temos diversão, bons ensinamentos e elevadas doses de humor que, até hoje, os meus filhos replicam! (e eu também) 😁

 

Claro, que no final, vence o bem e quem o pratica

 

Se não têm planos para este fim-de-semana, deixo aqui a sugestão. Segue o trailer: 

 

 

(À velocidade que isto tudo se está a passar, qualquer dia os meus filhos já não querem ver filmes de animação e deixamos de passar estes bocadinhos tão bons, a três, no cinema! Outros virão, eu sei, mas a espontaneidade da infância não volta!  

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Pedrógão aqui tão perto

Enquanto fazia as minhas compras no mini mercado aqui da aldeia, os meus filhos brincavam no parque infantil e, ao mesmo tempo que baloiçavam, conversavam com uma outra criança de idade próxima das deles. As crianças têm esta grande capacidade de meter conversa com alguém que conhecem há dez segundos! Até aqui tudo absolutamente normal. 

 

Quando lhes acenei para irmos embora, despediram-se do menino e correram na minha direção ansiosos por me contar o que acabaram de saber:

"conto eu..."

"não, eu é que sei a história ..."

"mãe, nem vais acreditar ..." 

"o menino que estava connosco no parque é de Pedrógão Grande ..."

"ele disse que a casa dele não ardeu, só o pátio onde costumava brincar..."

 (...)

 

Sei que a história daquele menino mexeu com os meus filhos, porque uma coisa é ter acesso ao que aconteceu em Pedrógão Grande através da televisão, outra coisa é ter alguém, ali, lado a lado, da mesma idade, a descrever o que viu em seu redor naqueles dias e como ficaram alguns dos seus bens! Disseram-me que confortaram o menino. E eu acredito! Acredito também que este encontro inesperado no parque infantil de Negrais, supostamente tão longe de Pedrógão, levou-os a refletir sobre a vulnerabilidade a que todos estamos sujeitos e a pensar "e se fosse connosco?" 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Festival do Leitão de Negrais

Arranca amanhã o Festival do Leitão de Negrais e irá manter-se até domingo (23), no largo principal aqui da aldeia.

 

O objetivo da Câmara Municipal de Sintra e da União de Freguesias de Almargem do Bispo, Pero Pinheiro e Montelavar, é divulgar o melhor da gastronomia desta minha terra - o leitão assado! Os restaurantes e os pontos de venda a retalho da aldeia, irão deslocar as suas cozinhas e os seus saberes ancestrais para o Largo do Rossio, formando assim uma praça de restauração bastante agradável para o convívio. 

 

Apareçam 😁

 

Segue o cartaz com a animação e os horários:

19437604_10155538005285229_6037630395914575191_n.j

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Pág. 1/3

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D