Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

A Rapariga na Aldeia

Blog pessoal de uma rapariga que vive na aldeia e às vezes vai à cidade.

E mais uma vez ... muito o fogo levou!

Quando até aqui dávamos o 17 de Junho 2017 como o pior dia do ano em matéria de incêndios, eis que chega o 15 de Outubro e o destrona em três tempos! Ontem o fogo tomou de assalto o nosso país, deixando em paz somente três distritos (Beja, Setúbal e Faro)! Registaram-se cerca de 500 incêndios, 27 mortes confirmadas até ao momento, vários feridos hospitalizados, habitações destruídas, pessoas em desespero, estradas cercadas pelas chamas, queixas e críticas, por parte da população, da manifesta falta de meios de socorro nos locais afetados pelas chamas! 

 

Perante estes números trágicos, o que dizem aqueles que nos representam? 

 

Tiremos as nossas conclusões 😞

 

22448558_10155805506197351_6213478565921627511_n.jA fotografia viral do incêndio em Vieira de Leiria.

Aterrador! 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Consegui fazer a pior marmelada da freguesia 🙄

Se a vida te der marmelos faz marmelada (a versão original diz que são limões 🍋😉) E assim fiz. Ou melhor, e assim tentei fazer! Dada a minha inexperiência em matéria de doces, fiz como qualquer pessoa hoje em dia faz (não, não perguntei à mãe nem à avó - primeiro erro - é o chamado começar com um tiro no pé!) fui ao youtube 😀 Daí até à pior marmelada de sempre foi um instante ou, para ser mais correta, foi uma hora.

 

Depois de ver a receita na net pensei "isto é básico, como é que nunca tinha feito marmelada, de hoje não passa..." Resultado deste meu excesso de otimismo - a marmelada ficou tudo em mau, desde o sabor à cor passando pela consistência! Chamar-lhe marmelada pode até ser uma ofensa às verdadeiras marmeladas desta vida! É mais justo chamar-lhe doce de marmelada amarga ou qualquer coisa semelhante cuja acidez arrepie!! Conseguem imaginar como ficou? 😩

 

Bem sei que assuntos maiores assolam o país mas eu tinha apostado tanto nesta marmelada 😩 Era a minha estreia e devia ter sido em bom e em doce. E não foi. E não foi 😩😩! 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

"Observa em silêncio e não faças perguntas"

IMG_2223.JPG

 

Não me lembrava da última vez que tinha visitado o Santuário de Fátima. Fizemo-lo este verão. Juntos, os quatro. Disse aos meus filhos que quando lá estive, em mil novecentos e tal, a Nossa Senhora de Fátima ainda não tinha aparecido aos três pastorinhos. Não alcançaram a piada!🙄A partir daqui deu-se uma sucessão de perguntas, algumas delas bastante complexas, outras muito cómicas, que me levaram a puxar pelos conhecimentos na área que, confesso, não são totalmente esclarecedores. "observa em silêncio e não faças perguntas" disse-o imensas vezes! Na nossa memória ficou uma bonita tarde de verão em família numa das maiores referências de culto do mundo ah e o almoço no Crispim! 😀

 

      Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

E explicar a matrioska da Operação Marquês?

Nem mesmo depois de ter visionado esta preciosa ajuda "O engenhoso esquema de milhões de Sócrates" consigo reproduzir, sem enganos, o intrincado esquema da Operação Marquês! Trata-se de um enorme e labiríntico emaranhado de pessoas (alegadamente) subornáveis e de amigos dos amigos dos conhecidos. Em causa estão milhões de euros, de contrapartidas, de favorzinhos e de contas offshores. Basicamente, estão agora acusados uma cambada de (alegadamente) trapaceiros que durante muitos bons anos lideraram as maiores instituições do nosso país! É o que temos! 

 

Quem não teve oportunidade de ver o desmontar disto tudo aconselho vivamente o tal vídeo - são quatro minutos de pura irritação! Desafio-vos ainda a assistir sem dizer um único palavrão. Boa sorte!! 😡😡

 

Só espero que não seja preciso explicar detalhadamente este mega processo aos meus filhos (ou netos), senão tenho mesmo de recorrer à cábula, neste caso ao vídeo! 

 

Lá para 2040 a coisa tem um fim ... Ou não. Ou não! 😡😡

 

     Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Sugestão Saudável (72)

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas 

 

40 Motivos para Emagrecer

22450675_10214846762229521_1816353324_o.png

Existem diversos motivos válidos para quem quer emagrecer, pode ser pela saúde, alguma doença que apareceu, para se sentir melhor ou até porque vai ter um casamento 😀!! Muitas vezes as pessoas dizem que gostavam de emagrecer, começam um plano de emagrecimento e depois desistem por várias situações que surgem no dia a dia, ou pensam que deviam emagrecer mas vão adiando tomar a decisão e começar um plano alimentar indicado para si e para o seu objetivo, pois focam-se essencialmente naqueles alimentos que gostam e que não devem comer. A ideia é mudar o Foco, pense essencialmente no que vai ganhar quando emagrecer e como se vai sentir quando diminuir esses 5, 10, 20 ou 30kg que estão em excesso.

 

Então escrevo este post para todas as pessoas que têm peso em excesso e sabem que devem realmente emagrecer. Defina o seu Porquê, definir vários motivos que para si são importantes no dia a dia serve para lhe dar força naqueles dias ou momentos que as coisas não parecem estar a correr bem. Aqui ficam alguns motivos que são importantes para quem vai emagrecer:

 

 

Nota negativa para as refeições escolares

Da má fama os refeitórios escolares não se livram. Muito, mas mesmo muito tem de ser feito para combater esta fraca popularidade e, essencialmente, elevar a qualidade das refeições servidas às nossas crianças. Quem tem filhos em idade escolar que almoçam diariamente em refeitórios escolares sabe bem do que falo. Vou ser muito direta pois não me parece que me fique bem estar aqui com meias palavras depois de tudo o que já reclamei: a comida que servem ao meu filho não presta, "é podre e fria" diz ele e muitos outros meninos por este país fora! As refeições não têm qualidade mas há mínimos a garantir. Mínimos, senhores responsáveis. Mínimos. Estamos a falar da alimentação de crianças!

Apetece-me dizer-vos " e se fosse com os vossos filhos?" 😡

 

Não é solução o "jogo do empurra" entre a escola e a empresa que confeciona as refeições. Os pais estão fartos dessas tretas. Os pais estão fartos de enviar mails a expor a situação, de falar com responsáveis disto e daquilo, de pedir apoio às professoras. Não creio que seja injusto da minha parte dizer que nada se alterou depois de todas as reclamações que foram feitas ao longo dos últimos anos. O meu filho continua a queixar-se e não venham com a expressão dos "meninos da mamã" que só gostam da comida de casa que me sobe logo os calores! Não é, de todo, o caso deste meu filho. 

 

Na minha opinião, e já tive oportunidade de manifestar o meu profundo desagrado à responsável do agrupamento (by the way - pessoa pouco proactiva, deveria pensar numa reforma antecipada, nestes cargos convém estar alguém com pulso forte que lute pelas crianças e não por outro tipo de interesses). Há todo um conjunto de circunstâncias que, lamentavelmente, não funcionam. Desde as ementas, à qualidade da comida, ao modo de confeção, às funcionárias e as suas reais competências profissionais que, pelo que vou sabendo, andam ali bem próximas do zero, passando pela não manutenção de fogões (só para dar um exemplo). 

 

Isto é deprimente, uma tremenda e vergonhosa falta de respeito pelas crianças e por nós famílias que andamos atentas aos nossos filhos mais que nunca. Tem de haver constante vistoria às condições das refeições, aos equipamentos e às auxiliares que lidam com crianças. Sabemos que há claramente pessoas que não nasceram para aturar putos. Façam-se à vida. Arranjem outra profissão! Cabe ao agrupamento fiscalizar, controlar e zelar pelo bem-estar das crianças! E, ao nível dos refeitórios escolares, não me parece que o controle seja muito apertado! Não pode valer tudo só porque estamos a falar de escolas públicas. Não podemos acomodar-nos à situação e achar que é o que temos e ficar muito agradecidos porque na verdade não podemos pagar uma escola privada. Não. Não e não. Não vale tudo!

 

Ando danada com isto! Nos dias em que falo com outras mães sobre o assunto ou quando o meu filho Francisco me diz que não conseguiu almoçar, fico verdadeiramente escabreada com os incompetentes que fingem não ver o óbvio. É nesses momentos que sou invadida por uma vontade louca de ir a Sintra (nem sei bem onde) e obrigar os donos dessa tal empresa responsável pela confeção das refeições a almoçar a m#### que põe à frente dos nossos filhos! 😡

 

 

(Quanto à escola onde está a minha filha Maria, creio que ainda é cedo para tirar conclusões. Estou em fase de averiguações! Só sei que quando tinha a idade dela e andava naquela escola, a hora de almoço era definitivamente a pior do dia, mas porque eu era rapariga para comer pouco. Cheguei mesmo a odiar a Dona Graça que me obrigava a comer tudinho! Hoje acho que os meus filhos precisavam de uma senhora assim junto a eles ... reparem bem nas voltas que a vida dá 😀)

 

 

 

      Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Uma Macaca na Cidade (41)

CIDADANIA ATIVA

 

“E de forma pró-ativa, que isto de se ser cidadão também não é só por cruzinhas nu papel”…

 

É precisamente a última frase da minha última crónica que serve de ponto de partida para a reflexão de hoje.

 

Nunca como hoje tenho sentido tão premente a necessidade de ser uma cidadã ativa e envolvida na comunidade, cidade, região, país, mundo em que me insiro. Terá certamente que ver com a idade e a forma como este fator nos faz perspetivar as coisas à nossa volta. E, prender-se-á obrigatoriamente com a minha condição de mãe, que me faz querer lutar por um mundo melhor para deixar aos meus filhos (e netos!).

 

Mas sinto-o, também, de uma forma muito pessoal. Como algo que gostaria de desenvolver e integrar neste meu percurso (quiçá, até de uma ponto de vista profissional).

 

Recentemente, um amigo disse-me: “Davas uma excelente política!”. Eu ri-me… Mas, e se essa fosse a forma de estar ao serviço dos outros (definição original de Política, hoje completamente desvirtuada!) e estar envolvida na construção de uma sociedade baseada em valores que me representam? Porque não…? Isto de um ponto de vista teórico e perfeitamente ingénuo, obviamente! Sem equacionar, claro, os jogos de interesse, a corrupção, o lado obscuro do poder...

 

De um ponto de vista prático, pouco tenho feito, essa é que é a verdade… Ainda não passei do plano da vontade ao plano da ação… E é por isso que vos escrevo, meus queridos. Façamos um brainstorming juntos e tentemos perceber formas ativas de sermos +Cidadãos! Seja na cidade ou na aldeia… E conscientes de que o pouco é sempre melhor do que o nada. Bora lá?

 

Sabem quem também veio dar uma ajudinha/incentivo?

 

  

O meu querido Obama 😁

(Dava o meu dedo mindinho para trabalhar com este homem)

roupa-para-bebs-na-fantasia-de-macaco-g-18919-MLB2

 

Alguém disse #15

"Cá estamos uma década depois no Iphone X, descrito como uma máquina de emojis - os adultos, quase todos os adultos já se expressam por bonecos infantis que substituem emoções. E, pelo que vi, vamos mesmo todos falar uns com os outros com focinhos de cães e orelhinhas a abanar. Não é preciso meditar muito sobre isto para se concluir que é, no mínimo, desconcertante" 

 

Luís Pedro Nunes, revista E.

 

Agora que penso no assunto e a avaliar pelas fotografias que por aqui tenho, o homem está coberto de razão, isto é desconcertante à brava! 😂

Collage_Fotor1.jpg Eu, eles e o Cavaco em modo cutchi cutchi 😂😂

Image-1-7.jpg

Vinte pontos para a monocelha do Snap! 😂😂 

 

E por aí? Também fazem estas figuras? Preferem as mais horrorosas ou as fofinhas? 

 

 

     Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

O poder das palavras

Os automóveis não são velhos, são antigos. Não fico triste com as atitudes das pessoas mas sim desiludida. Não sou teimosa. Luto e defendo afincadamente as minhas ideias e tento ter a última palavra nas discussões. Isto não é teimosia, pois não ☺️? As crianças nem sempre são hiperativas, são só mal-educadas, e não passa disso! As mães não são chatas mas sim minuciosas! Certos homens não são superficiais. São só desatentos e alheios ao que os rodeia. É uma pena! Não há mulheres controladoras. Há mulheres rigorosas e com elevada capacidade crítica! E cuidado com elas! A matemática não é um bicho-papão, só acho que tenho idade para escolher as minhas companhias, e com ela, definitivamente, não dá! Sei há anos que o problema não é ela, sou eu! Quem chega consecutivamente atrasado a eventos não é elegante, é só parvo por sistema! As segundas feiras não são más, os domingos é que me mostram caminhos mais agradáveis! E por falar em coisas prazenteiras, neste feriado, na ponte ou no fim-de-semana, ainda não decidi, vou fazer marmelada ... depois conto-vos tudo! 

 

 

    Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Sugestão Saudável (71)

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas

 

Métodos de Confeção Culinária

 

Existem vários métodos de confeção, o que é importante para variar a refeição, mas devemos dar preferência aos métodos mais saudáveis. A culinária mais saudável caracteriza-se por confeções com menor teor de gordura (preferindo o azeite) e por evitar que as gorduras atinjam temperaturas muito elevadas, pretende-se também que haja um equilíbrio nutricional no prato, de modo a conseguirmos uma refeição saborosa e apetecível.

Collage_Fotor1.jpg

Existem vários fatores que influenciam a confeção dos alimentos, como por exemplo: o tipo de alimentos, a quantidade e tipo de líquidos utilizados, a duração, a temperatura do aquecimento, o tamanho das porções dos alimentos, o método culinário, os utensílios utilizados e a higiene dos mesmos.

 

Os principais métodos culinários são: grelhar, estufar, guisar, cozer, cozer a vapor, saltear e fritar:

 

 

A Blogger

Sigam a Rapariga

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D